Bastter.com - FII - Fundos de Investimento Imobiliários - BM Cyrela Thera Corporate (THRA11B)

Fundos de Investimento Imobiliários

Peça análise de seus FIIs pelo TSDB > Patrimônio > FIIs!

Rapidinha dos FIIs

BM Cyrela Thera Corporate
THRA11B
Prédio / Laje
Vacância
11/8/2011
2/12/2011
151.019.932,54
1.368.247,00
100,00
BRAZILIAN MORTGAGES COMPANHIA HIPOTECARIA
Rodrigo Costa Mennocchi
O FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO BM CYRELA THERA CORPORATE - FII, foi constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado, por seu regulamento e pelas disposições legais e regulamentares que lhe forem aplicáveis.
Download
Download
Dados do Fundo

Prédio / Laje

Objetivo e Política de Investimento do Fundo

O objeto do FUNDO é a aquisição das futuras unidades autônomas denominadas de conjuntos n° 31, 32, 41, 42, 161, 162, 171, 172, 181 e 182, com as respectivas vagas de garagem e as respectivas frações ideais do terreno, os quais integrarão o SUBCONDOMÍNIO “THERA CORPORATE” – SETOR B, integrante do empreendimento imobiliário denominado CONDOMÍNIO “THERA ONE”, a ser construído sobre terreno situado na Avenida Luís Carlos Berrini, s/no, na cidade de São Paulo, SP, unidades estas de propriedade da empresa Cyrela Roraima Empreendimentos Imobiliários Ltda, com a finalidade de venda, locação típica ou atípica built to suit, arrendamento ou exploração do direito de superfície das unidades comerciais, podendo, ainda, ceder a terceiros os direitos e créditos decorrentes da sua venda, locação, arrendamento e direito de superfície dessas unidades, além de outros Ativos-Alvo elencados no artigo 4º do Regulamento do Fundo. O FUNDO terá por política básica realizar investimentos imobiliários de longo prazo, objetivando, fundamentalmente: (i) auferir receitas por meio de venda, locação, arrendamento ou exploração do direito de superfície do Imóvel- Alvo e demais imóveis integrantes do seu patrimônio imobiliário, podendo, inclusive, ceder a terceiros tais direitos, não sendo objetivo direto e primordial obter ganho de capital com a compra e venda de imóveis ou direitos a eles relativos; (ii) auferir rendimentos advindos dos demais ativos que constam no artigo 4º do Regulamento do Fundo.

Política de Distribuição de Resultados

O FUNDO deverá distribuir a seus cotistas, no mínimo, 95% (noventa e cinco por cento) dos resultados auferidos, apurados segundo o regime de caixa, com base em balanço semestral encerrado em 30 de junho e 31 de dezembro de cada ano. O resultado auferido num determinado período será distribuído aos cotistas, mensalmente, até o 10º (décimo) dia útil do mês subsequente ao recebimento da receita, a título de antecipação dos resultados a serem distribuídos. Eventual saldo de resultado porventura não distribuído terá a destinação que lhe der a Assembleia Geral de Cotistas, com base em proposta e justificativa apresentada pela ADMINISTRADORA.

Disponível para membros Bastter Blue. Clique aqui e saiba como se tornar membro.

Dados fornecidos pelo Planejador.
123
 
29/08/2015 às 12:32
Encerramento da segunda emissão
 
24/08/2015 às 08:29
Proventos
Os desse mês já caíram, alguém sabe quando será atualizado?
Ir p/ o Fim
24/08/2015 às 12:29
Olá @brunoph!

Pelo que vi na aba "Proventos", está liberado os campos para qualquer um de nós atualizarmos os dados.

Abraços.
 
15/08/2015 às 17:27
+++ DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO


FII BM THERA (THRA-MB)

DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

A BTG Pactual Servicos Financeiros, na qualidade de administradora do Fundo de
Investimento Imobiliario - FII Cyrela Thera Corporate, informa a distribuicao de
rendimento, conforme dados abaixo:

Data-base: 14/08/2015
Data do pagamento: 21/08/2015
Valor do rendimento por cota: R$ 0,66308692
Periodo de referencia: Junho/2015

A Administradora declara que o Fundo de Investimento Imobiliario podera se
enquadrar conforme o disposto no inciso III do Art. 3 da Lei 11.033/2004,
alterada pelo artigo 125 da Lei 11.196/2005. Para tanto, devera ser observado o
disposto nos incisos I e II do Paragrafo Unico do Art. 3 da referida Lei.

Norma: a partir de 17/08/2015 cotas ex-rendimento.
Ir p/ o Fim
15/08/2015 às 20:37
FII BM THERA (THRA-MB)
COMUNICADO AO MERCADO
Enviou o seguinte:
“FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII CYRELA THERA
CORPORATE
CNPJ/MF nº 13.966.653/0001-71
Código CVM: 201-1
COMUNICADO AO MERCADO
A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, com sede na
Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro,na Praia de Botafogo, nº
501 – 5º andar parte, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 59.281.253/0001-23
(“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE
INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII CYRELA THERA CORPORATE, inscrito
no CNPJ/MF N.º 13.966.653/0001-71, código CVM nº 201-1 (“Fundo”), informa
a seus cotistas e ao mercado que em 21 de agosto de2015 efetuará a última
distribuição, pró-rata, no valor de R$0,66308692 por cota da Renda Mínima
Garantida (renda mensal locatícia garantida, correspondente a 0,75% das
cotas integralizadas), originalmente prevista para 15 de julho de 2015.
São Paulo, 14 de agosto de 2015.
Atenciosamente,
BTG Pactual Serviços Financeiros S.A.”
 
07/08/2015 às 23:38
Sem Rendimentos este mês
"FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO - FII CYRELA THERA CORPORATE
CNPJ/MF n 13.966.653/0001-71

COMUNICADO AO MERCADO

A BTG PACTUAL SERVICOS FINANCEIROS S.A. DISTRIBUIDORA DE TITULOS E VALORES
MOBILIARIOS, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na
Praia de Botafogo, n 501 - 5 andar parte, inscrita no CNPJ/MF sob o n
59.281.253/0001-23 ("Administradora"), na qualidade de administradora do FUNDO
DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO - FII CYRELA THERA CORPORATE ("Fundo"), informa a
seus cotistas e ao mercado, na presente data, que nao havera distribuicao dos
rendimentos, referente ao mes de julho de 2015, uma vez que houve o termino do
periodo de Renda Minima Garantida, e o Fundo nao auferiu receita no periodo.

A Administradora informa ainda que, enviara comunicado ao mercado, assim que
receber informacoes que alterem o presente cenario.

Sao Paulo, 07 de Agosto de 2015."
 
28/07/2015 às 21:47
Encerramento do Período de Preferência
Das 104.481 cotas colocadas à disposição, foram subscritas 39.692. Isso injeta um caixa de R$ 1.975.470,84.
Sobraram 64.789 cotas a serem distribuídas no mercado, para conseguir mais R$ 3.224.548,53.
Vamos esperar os próximos capítulos.

Fonte: http://www.bmfbovespa.com.br/Agencia-Noticias/ListarNoticias.aspx?idioma=pt-br&idNoticia=18201507280013&header=201507280902FII+BM+THERA+(THRA-MB)+-+FATO+RELEVANTE+-+ENCERRAMENTO+DO+PERIODO+DE+PREFERENCIA18201507280013&tk=065eef64ef35aead4ce537ee1dc2bd0c&WT.ac=FII+BM+THERA+(THRA-MB)+-+FATO+RELEVANTE+-+ENCERRAMENTO+DO+PERIODO+DE+PREFERENCIA
Ir p/ o Fim
29/07/2015 às 10:36
Eles achavam realmente que teriam sucesso na subscrição dessa grande mer....digo, porcaria!!!!!!!
30/07/2015 às 06:31
@Cristiano78, não era exatamente uma questão de acreditar no sucesso da oferta. A emissão era quase uma necessidade:
- O fundo está com 100% de vacância financeira. Ou seja, não está entrando dinheiro nenhum.
- Os contratos de locação assinados ainda estão em período de carência
- Em um desses contratos contratos, o fundo ficou responsável por algumas reformas antes do locatário entrar.
- Ainda tem um ITBI milionário a pagar.
Como resolver isso? Só emitindo cotas. Não tem muitas opções.
 
07/07/2015 às 14:34
2ª emissão de cotas, v2
BOVESPA - Plantão Empresas - Íntegra

104.481 cotas a R$ 49,77 mais ~R$ 1,00. Levantar R$ 5.200.019,37.

Esperava alterações na parte do direito de preferência, que parece não ter ocorrido.
Ir p/ o Fim
07/07/2015 às 14:43
bom?
07/07/2015 às 14:46
Depende.

Chegou a dar uma olhada nas discussões abaixo?
07/07/2015 às 14:54
Interessante é a possibilidade de emissão mínima de 500mil, que não dá para segurar o fundo nem 2 meses...
07/07/2015 às 15:05
Pelo que vi as mudanças foram
- o valor da emissão baixou de 10 para 5 milhoes
- incluiram a possibilidade de emissao minima de 500 mil
- tiraram a possibilidade da CCP subscrever as cotas que sobrarem
- o valor da cota subiu de 49,45 para 49,77
07/07/2015 às 16:12
A parte da emissão mínima realmente foi trash. Mas talvez seja medo de baixa participação. Pelo menos compra tempo, se tudo der errado.

Emissão pública com período de preferência, depois emissão de esforços restritos. Estava esperando algo na linha de período de preferência, de sobras e por último esforços restritos.

Sim, tiraram a menção do firme da CCP, mas não vejo que tenham tirado a possibilidade em si... Teoricamente CCP ainda poderia entrar na última fase.
10/07/2015 às 18:37
"a partir de 16 de julho de 2015 será iniciado o prazo para exercício do Direito de Preferência, incluindo o prazo para cessão do Direito de Preferência, abaixo descrito, no âmbito da oferta com esforços restritos de colocação da 2ª (segunda) emissão, série única, do Fundo (respectivamente, "Cota(s)" e "Oferta Restrita"), O valor total da Oferta Restrita é de R$ 5.200.019,37 (cinco milhões e duzentos mil e dezenove reais e trinta e sete centavos) ("Volume Total da Oferta"), correspondente a 104.481 (cento e quatro mil e quatrocentos e oitenta e uma) Cotas, pelo valor unitário de R$ 49,77 (quarenta e nove reais e setenta e sete centavos) ("Valor da Cota"), acrescido de 2,0% (dois por cento) sobre o referido valor, referente aos custos unitários de distribuição ("Custo Unitário de Distribuição"), equivalente a aproximadamente R$ 1,00 (um real) por Cota, observada a possibilidade de distribuição parcial da Oferta Restrita cujo montante mínimo é de R$ 500.039,19 (quinhentos mil e trinta e nove reais e dezenove centavos) equivalentes a 10.047 (dez mil e quarenta e sete) cotas ("Distribuição Mínima"), conforme deliberado e aprovado por meio da "Ata de Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas do Fundo de Investimento Imobiliário - FII Cyrela Thera Corporate", datada de 06 de julho de 2015, e devidamente registrada perante o Cartório do 2º Ofício de Registro de Títulos e Documentos da Cidade do Rio de Janeiro, em 9de julho de 2015, sob o nº 1089014. ("Assembleia Geral").

Nos termos dos §2º e §3º, do artigo 21, do Regulamento, é assegurado aos Cotistas que se caracterizem como tanto na presente data (10 de julho de 2015), o direito de preferência na subscrição das Cotas, conforme aplicação do fator de proporção para subscrição de Cotas de 0,0763612, na proporção do número de Cotas de sua titularidade ("Direito de Preferência"). Eventuais arredondamentos serão realizados pela exclusão da fração, mantendo-se o número inteiro (arredondamento para baixo).
[...]
Os Cotistas poderão manifestar o exercício de seu Direito de Preferência, total ou parcialmente, durante o período de preferência ("Período de Preferência"), a partir de 16 de julho de 2015, inclusive, e até 23 de julho de 2015, inclusive, junto à BM&FBOVESPA, por meio de seu respectivo agente de custódia, observados os prazos e os procedimentos operacionais da BM&FBOVESPA, sendo que o Cotista poderá também exercer o Direito de Preferência, a partir de 16 de julho de 2015, inclusive, e até 25 de julho de 2015, inclusive, junto ao Itaú Corretora de Valores S.A."
10/07/2015 às 18:41
E retificado logo em sequencia...

s/25/27

"sendo que o Cotista poderá também exercer o Direito de Preferência, a partir de 16 de julho de 2015, inclusive, e até 27 de julho de 2015, inclusive, junto ao Itaú Corretora de Valores S.A."
10/07/2015 às 21:59
Penso que se o valor de mercado é R$ 55,00 então é sim vantagem comprar estas cotas por aproximadamente 50 e poucos reais pois é quase 10% de desconto.
 
08/07/2015 às 11:43
FII Cyrela Thera aluga 40%, mas paga o preço
Ir p/ o Fim
08/07/2015 às 21:35
Tá no relatório mensal de junho que foi pra bovespa hoje a notícia da locação de 1 andar e meio iniciando em 23 de junho.

Nos 45 do segundo tempo heim, rs.
09/07/2015 às 12:36
Humm. Não havia visto isso no relatório mensal.
Por isso o valor da cota não se mexeu no dia da notícia. Ja estava precificada.
 
07/07/2015 às 18:48
Começou...
"FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO - FII BTG PACTUAL MALLS
CNPJ/MF no. 12.324.242.0001-10 - Codigo CVM: 226-7
COMUNICADO AO MERCADO

A BTG PACTUAL SERVICOS FINANCEIROS S.A. DISTRIBUIDORA DE TITULOS E VALORES
MOBILIARIOS, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na
Praia de Botafogo, no. 501 - 5o. andar parte, inscrita no CNPJ/MF sob o no.
59.281.253/0001-23 ("Administradora"), na qualidade de administradora do FUNDO
DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO - FII BTG PACTUAL MALL ("Fundo"), informa a seus
cotistas e ao mercado que em funcao do prejuizo acumulado no passado, o fundo
vem quitando este prejuizo e nao ira distribuir rendimentos em 15/07/2015.

A Administradora informa ainda que, tao logo este prejuizo seja sanado, havera a
divulgacao ao mercado informando a respeito, inclusive aos cotistas, sobre a
distribuicao de rendimentos.

Sao Paulo, 07 de Julho de 2015"
Ir p/ o Fim
07/07/2015 às 20:30
E não parou...

"São Paulo, 07 de julho de 2015.

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CYRELA THERA CORPORATE

CNPJ/MF nº 13.966.653/0001-71
Código CVM: 201-1



FATO RELEVANTE

A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Praia de Botafogo, nº 501 - 5º andar parte, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 59.281.253/0001-23 ("Administradora"), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CYRELA THERA CORPORATE, inscrito no CNPJ/MF N.º 13.966.653/0001-71, código CVM nº 201-1 ("Fundo"), informa a seus cotistas e ao mercado que:

O Fundo deverá realizar o pagamento de suas despesas ordinárias, incluindo-se, mas não se limitando, o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis ("ITBI") relativo aos conjuntos de propriedade do Fundo no Subcondomínio Thera Corporate - Setor B que em valores atuais excedem aproximadamente em R$ 1.460.000,00 a disponibilidade atual de caixa.

A Cyrela Roraima Empreendimentos Imobiliários Ltda. ("Cyrela" ou "Garantidora")- responsável pelo pagamento da Renda Mínima Garantida (renda mensal locatícia garantida, líquida de despesas ordinárias do Fundo, correspondente a 0,75% das cotas integralizadas) - entende que o ITBI não deve ser considerado como despesa ordinária do Fundo, não estando, em razão disso, abarcado pela garantia mínima de rentabilidade contratualmente convencionada, recusando-se a suporta-lo.

O Fundo, oportunamente e de acordo com a disponibilidade de caixa, realizará o pagamento do ITBI. Em razão da divergência de entendimento com a Garantidora sobre a natureza da despesa relativa a este pagamento, os valores por ela repassados não serão suficientes para que seja feita a distribuição da Renda Mínima Garantida pró-rata anteriormente prevista para 15/07/2015.

O Fundo diligenciará em boa fé junto à Garantidora para dirimir as atuais divergências a respeito da natureza da despesa relativa ao ITBI e oportunamente informará os cotistas sobre o tema.

Ressalvamos que as cotas do Fundo não serão admitidas à negociação "ex" valores
atrelados à distribuição da Renda Mínima Garantida."
 
10/03/2015 às 14:05
Conflito de interesses?
Esse fundo aqui me chamou atenção, vi como ponto negativo o fundo ser dono de apenas alguns andares, e não o prédio todo, o que costuma dificultar as locações.

Mas ao tentar entender melhor essa situação de ele não estar locando nada, me deparei com comentários de que o fundo contratou como responsável pelos esforços de locação nesse fundo Cyrela (CCP) (Eles prestam esse serviço? Nem sabia), mas que a própria CCP teria andares DELA disponíveis, não sei se para locação ou venda.

Tendo em vista que um preço pedido muito alto nas unidades do fundo tenderia a valorizar o preço de eventuais andares a venda (possível comprador vislumbraria uma renda maior), ou facilitar a locação de outros andares que aceitassem valor de aluguel mais realista, poderia ocorrer um conflito de interesses que encalhasse os andares do fundo em detrimento de outros andares.

Alguém sabe se procede essa situação ?

@André.PC algum comentário?
Ir p/ o Fim
10/03/2015 às 16:38
Não ter todos os andares já faz correr o risco de ser o último à alugar. Ponto. A análise desse risco começa e acaba aí. Sendo conhecido ou não os sócios em outros andares o risco é o mesmo. O sócio "mau" não precisa ser conhecido, ele já é mau por definição...

Se procede a situação só entrando no lugar dos prestadores de serviço para saber.
10/03/2015 às 17:06
@André.PC Ficou claro pra você lendo a pergunta que a empresa contratada para alugar seria a mesma que é dona dos andares concorrentes?
10/03/2015 às 17:10
Ou, colocando em outras palavras, a empresa contratada para representar os interesses do fundo seria a mesma que possui interesses opostos (concorrentes) aos do fundo
10/03/2015 às 18:49
Então @sniper , comentário de comentário é dureza. Link da informação na fonte?

Mas para constar, existem várias Cyrelas nessa história. O dono do imóvel era a Cyrela Roraima Empreendimentos Imobiliários Ltda. Quem construiu foi a Cyrela Construtora Ltda. E existe a Cyrela Commercial Properties que é dona de imóveis no geral, e pode muito bem prestar serviço de locação dos imóveis próprios e a terceiros.

A CCP tem uns 45% do prédio, como indicado aqui: Cyrela CCP
10/03/2015 às 19:59
@André.PC infelizmente só vi comentário mesmo, não disponho de link algum de informação na fonte. Não acredito que exista, devem ter "ligado os pontos" mesmo.

Fui olhar agora os relatórios mensais do fundo e no de Outubro/2014 consta:

"Resumo de Ocupação
Foi contratada a empresa CCP para negociação das locações das lajes pertencentes ao patrimônio do Fundo. As negociações estão em andamento, sendo que até a data da publicação desse Relatório não houve novidade quanto à assinatura de novos contratos. A Administradora manterá os cotistas atualizados através dos Relatórios, informando sobre as locações, tão logo as mesmas sejam assinadas."

http://www.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=THRA&strData=2014-11-04T16:57:46.417

Seria muita coincidência outra empresa ter a mesma sigla então essa CCP provavelmente deve ser a mesma que segundo o link que você postou possui a maioria dos andares concorrentes
10/03/2015 às 20:16
Então cara, para saber se procede a situação imaginada só entrando no lugar dos prestadores de serviço...

Pode ocorrer a situação com empresas não ligadas como pode não ocorrer com empresas ligadas. Não dá para concluir isso só de ligar os pontos.

Pode-se perfeitamente de não gostar de ter empresa ligada, mas isso já é outra história...
10/03/2015 às 21:20
@André.PC Minha pergunta lá atrás se procede a situação' não era sobre o último parágrafo (que era hipotético só pra entenderem o motivo da curiosidade).

Era se procedia a situação de a CCP estar nessa posição de ser de ser dona dos andares concorrentes e, ao mesmo tempo, ser contratada para administrar os andares do fundo. Coisa que pelos links que a gente postou parece ser mesmo o caso.

Já ficou suficientemente esclarecido pra mim, valeu aí.
11/03/2015 às 16:59
É possível sim @sniper , ser imobiliária e concorrente ao mesmo tempo.
09/06/2015 às 08:03
@sniper,

Acho que você obter essa informação com o gestor. Manda um e-mail perguntando na seguinte linha:
- Quem são os proprietários das demais frações do imóvel?
- A quê concorrência o fundo está sujeito nesse momento? As demais frações também estão com elevada vacância também?

Talvez essas perguntas façam os caras abrir um pouco o jogo.
09/06/2015 às 10:05
CCP vende a laje por R$ 100,00, CCP fica responsável por alugar a laje, não loca, CCP recompra laje por R$ 49,00...
09/06/2015 às 11:49
@Nod.RJ Quando a cota chegou em R$ 47 o R$/m² tinha me chamado atenção, mas não quis aprofundar, preferi pular esse fundo e estudar outros. Com todo o respeito por todos que forem cotistas aqui no fórum, que devem saber o que estão fazendo e certamente vão ganhar muito se ocorrerem locações! Mas já selecionei 18 FIIs de tijolo e comprei 16. Está de bom tamanho pra mim, no momento.
02/07/2015 às 13:50
Pra mim é claro o conflito de interesse. A CCP é responsável por alugar as lajes do fundo e ao mesmo tempo tem lajes próprias no empreendimento.

Cyrela CCP

É claro que isso já era sabido desde o início do fundo, então não vejo como reclamar do conflito em si, resta pressionar pela troca do "consultor imobiliário" (CCP) ou do próprio administrador.
 
15/06/2015 às 18:01
Emissão de cotas
Os administradores estão querendo 10 milhões para uma reforma. O prédio nem alugou ainda. por R$ 49,45 a cota da Emissão não sei se vale o risco.
Ir p/ o Fim
16/06/2015 às 11:28
Putz, eu comprei esse FII em 10/10/2012 por custo unitario de 105 reais.
Para quem já perdeu 50% do valor, seria o caso de fazer um preço médio? Comprar essas quotas? Ajudem-me!
Se nao vai ter aluguel, vamos amargar ainda mais com a falta do RMG?
Para voltar ao valor de 100, com essa emissão, seria quase impossível. O que dá para esperar com esse fii?
Qual a melhor saída, comprar ou vender e entrar em outro investimento?
Voces sabem dizer-me quando será a data da opção de compra?
17/06/2015 às 00:08
@Aguiar99

Voce nao esta sozinho: Tambem entrei nessa faixa e me ferrei.

A assembleia foi hoje. Creio que amanha ja deva sair o resultado.
17/06/2015 às 18:12
- Esses fundos administrados pelo BTG Pactual...que coisa, é de deixar os cabelos em pé, é uma atrás da outra.
123

As informações desta seção foram cuidadosamente trazidas do site da BM&FBovespa, mas não nos responsabilizamos por nenhuma atitude tomada a partir delas. Erros podem acontecer e o conteúdo é direcionado ao aprendizado e troca de informações didáticas sobre os Fundos Imobiliários. Não indicamos compra ou venda de qualquer ativo de acordo com as informações contidas aqui.



Novidades para Hoje!

    Ferramentas

    O que você procura ?

    Últimos acessos

    Top 10 Bastter Rating

    Últimas dos Grupos

    Grupos em Destaque

    Ver todos  

    Últimas das Ações

    Ver todas

    Monitor de Mercado

    DJIA

    Siga o Bastter

    Siga o Bastter no Twitter Siga o Bastter no Facebook Siga o Bastter no Youtube

    Patrocinadores

    Bastter Blue

    Bastter Blue Grátis!

    Livros

    Poker

    Quer aprender mais ?

    Anterior
    Curso Análise Fundamentalista de Empresas - São Paulo
    Curso Investimentos em Fundos Imobiliários - São Paulo
    Proximo