Bastter.com - FII - Fundos de Investimento Imobiliários - BM Cyrela Thera Corporate (THRA11B)

Fundos de Investimento Imobiliários

Peça análise de seus FIIs pelo TSDB > Patrimônio > FIIs!

Rapidinha dos FIIs

BM Cyrela Thera Corporate
THRA11B
Prédio / Laje
Vacância
11/8/2011
2/12/2011
151.019.932,54
1.368.247,00
100,00
BRAZILIAN MORTGAGES COMPANHIA HIPOTECARIA
Rodrigo Costa Mennocchi
O FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO BM CYRELA THERA CORPORATE - FII, foi constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado, por seu regulamento e pelas disposições legais e regulamentares que lhe forem aplicáveis.
Download
Download
Dados do Fundo

Prédio / Laje

Objetivo e Política de Investimento do Fundo

O objeto do FUNDO é a aquisição das futuras unidades autônomas denominadas de conjuntos n° 31, 32, 41, 42, 161, 162, 171, 172, 181 e 182, com as respectivas vagas de garagem e as respectivas frações ideais do terreno, os quais integrarão o SUBCONDOMÍNIO “THERA CORPORATE” – SETOR B, integrante do empreendimento imobiliário denominado CONDOMÍNIO “THERA ONE”, a ser construído sobre terreno situado na Avenida Luís Carlos Berrini, s/no, na cidade de São Paulo, SP, unidades estas de propriedade da empresa Cyrela Roraima Empreendimentos Imobiliários Ltda, com a finalidade de venda, locação típica ou atípica built to suit, arrendamento ou exploração do direito de superfície das unidades comerciais, podendo, ainda, ceder a terceiros os direitos e créditos decorrentes da sua venda, locação, arrendamento e direito de superfície dessas unidades, além de outros Ativos-Alvo elencados no artigo 4º do Regulamento do Fundo. O FUNDO terá por política básica realizar investimentos imobiliários de longo prazo, objetivando, fundamentalmente: (i) auferir receitas por meio de venda, locação, arrendamento ou exploração do direito de superfície do Imóvel- Alvo e demais imóveis integrantes do seu patrimônio imobiliário, podendo, inclusive, ceder a terceiros tais direitos, não sendo objetivo direto e primordial obter ganho de capital com a compra e venda de imóveis ou direitos a eles relativos; (ii) auferir rendimentos advindos dos demais ativos que constam no artigo 4º do Regulamento do Fundo.

Política de Distribuição de Resultados

O FUNDO deverá distribuir a seus cotistas, no mínimo, 95% (noventa e cinco por cento) dos resultados auferidos, apurados segundo o regime de caixa, com base em balanço semestral encerrado em 30 de junho e 31 de dezembro de cada ano. O resultado auferido num determinado período será distribuído aos cotistas, mensalmente, até o 10º (décimo) dia útil do mês subsequente ao recebimento da receita, a título de antecipação dos resultados a serem distribuídos. Eventual saldo de resultado porventura não distribuído terá a destinação que lhe der a Assembleia Geral de Cotistas, com base em proposta e justificativa apresentada pela ADMINISTRADORA.

Disponível para membros Bastter Blue. Clique aqui e saiba como se tornar membro.

Dados fornecidos pelo Planejador.
12
 
10/03/2015 às 14:05
Conflito de interesses?
Esse fundo aqui me chamou atenção, vi como ponto negativo o fundo ser dono de apenas alguns andares, e não o prédio todo, o que costuma dificultar as locações.

Mas ao tentar entender melhor essa situação de ele não estar locando nada, me deparei com comentários de que o fundo contratou como responsável pelos esforços de locação nesse fundo Cyrela (CCP) (Eles prestam esse serviço? Nem sabia), mas que a própria CCP teria andares DELA disponíveis, não sei se para locação ou venda.

Tendo em vista que um preço pedido muito alto nas unidades do fundo tenderia a valorizar o preço de eventuais andares a venda (possível comprador vislumbraria uma renda maior), ou facilitar a locação de outros andares que aceitassem valor de aluguel mais realista, poderia ocorrer um conflito de interesses que encalhasse os andares do fundo em detrimento de outros andares.

Alguém sabe se procede essa situação ?

@André.PC algum comentário?
Ir p/ o Fim
10/03/2015 às 16:38
Não ter todos os andares já faz correr o risco de ser o último à alugar. Ponto. A análise desse risco começa e acaba aí. Sendo conhecido ou não os sócios em outros andares o risco é o mesmo. O sócio "mau" não precisa ser conhecido, ele já é mau por definição...

Se procede a situação só entrando no lugar dos prestadores de serviço para saber.
10/03/2015 às 17:06
@André.PC Ficou claro pra você lendo a pergunta que a empresa contratada para alugar seria a mesma que é dona dos andares concorrentes?
10/03/2015 às 17:10
Ou, colocando em outras palavras, a empresa contratada para representar os interesses do fundo seria a mesma que possui interesses opostos (concorrentes) aos do fundo
10/03/2015 às 18:49
Então @sniper , comentário de comentário é dureza. Link da informação na fonte?

Mas para constar, existem várias Cyrelas nessa história. O dono do imóvel era a Cyrela Roraima Empreendimentos Imobiliários Ltda. Quem construiu foi a Cyrela Construtora Ltda. E existe a Cyrela Commercial Properties que é dona de imóveis no geral, e pode muito bem prestar serviço de locação dos imóveis próprios e a terceiros.

A CCP tem uns 45% do prédio, como indicado aqui: Cyrela CCP
10/03/2015 às 19:59
@André.PC infelizmente só vi comentário mesmo, não disponho de link algum de informação na fonte. Não acredito que exista, devem ter "ligado os pontos" mesmo.

Fui olhar agora os relatórios mensais do fundo e no de Outubro/2014 consta:

"Resumo de Ocupação
Foi contratada a empresa CCP para negociação das locações das lajes pertencentes ao patrimônio do Fundo. As negociações estão em andamento, sendo que até a data da publicação desse Relatório não houve novidade quanto à assinatura de novos contratos. A Administradora manterá os cotistas atualizados através dos Relatórios, informando sobre as locações, tão logo as mesmas sejam assinadas."

http://www.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=THRA&strData=2014-11-04T16:57:46.417

Seria muita coincidência outra empresa ter a mesma sigla então essa CCP provavelmente deve ser a mesma que segundo o link que você postou possui a maioria dos andares concorrentes
10/03/2015 às 20:16
Então cara, para saber se procede a situação imaginada só entrando no lugar dos prestadores de serviço...

Pode ocorrer a situação com empresas não ligadas como pode não ocorrer com empresas ligadas. Não dá para concluir isso só de ligar os pontos.

Pode-se perfeitamente de não gostar de ter empresa ligada, mas isso já é outra história...
10/03/2015 às 21:20
@André.PC Minha pergunta lá atrás se procede a situação' não era sobre o último parágrafo (que era hipotético só pra entenderem o motivo da curiosidade).

Era se procedia a situação de a CCP estar nessa posição de ser de ser dona dos andares concorrentes e, ao mesmo tempo, ser contratada para administrar os andares do fundo. Coisa que pelos links que a gente postou parece ser mesmo o caso.

Já ficou suficientemente esclarecido pra mim, valeu aí.
11/03/2015 às 16:59
É possível sim @sniper , ser imobiliária e concorrente ao mesmo tempo.
09/06/2015 às 08:03
@sniper,

Acho que você obter essa informação com o gestor. Manda um e-mail perguntando na seguinte linha:
- Quem são os proprietários das demais frações do imóvel?
- A quê concorrência o fundo está sujeito nesse momento? As demais frações também estão com elevada vacância também?

Talvez essas perguntas façam os caras abrir um pouco o jogo.
09/06/2015 às 10:05
CCP vende a laje por R$ 100,00, CCP fica responsável por alugar a laje, não loca, CCP recompra laje por R$ 49,00...
09/06/2015 às 11:49
@Nod.RJ Quando a cota chegou em R$ 47 o R$/m² tinha me chamado atenção, mas não quis aprofundar, preferi pular esse fundo e estudar outros. Com todo o respeito por todos que forem cotistas aqui no fórum, que devem saber o que estão fazendo e certamente vão ganhar muito se ocorrerem locações! Mas já selecionei 18 FIIs de tijolo e comprei 16. Está de bom tamanho pra mim, no momento.
02/07/2015 às 13:50
Pra mim é claro o conflito de interesse. A CCP é responsável por alugar as lajes do fundo e ao mesmo tempo tem lajes próprias no empreendimento.

Cyrela CCP

É claro que isso já era sabido desde o início do fundo, então não vejo como reclamar do conflito em si, resta pressionar pela troca do "consultor imobiliário" (CCP) ou do próprio administrador.
 
15/06/2015 às 18:01
Emissão de cotas
Os administradores estão querendo 10 milhões para uma reforma. O prédio nem alugou ainda. por R$ 49,45 a cota da Emissão não sei se vale o risco.
Ir p/ o Fim
16/06/2015 às 11:28
Putz, eu comprei esse FII em 10/10/2012 por custo unitario de 105 reais.
Para quem já perdeu 50% do valor, seria o caso de fazer um preço médio? Comprar essas quotas? Ajudem-me!
Se nao vai ter aluguel, vamos amargar ainda mais com a falta do RMG?
Para voltar ao valor de 100, com essa emissão, seria quase impossível. O que dá para esperar com esse fii?
Qual a melhor saída, comprar ou vender e entrar em outro investimento?
Voces sabem dizer-me quando será a data da opção de compra?
17/06/2015 às 00:08
@Aguiar99

Voce nao esta sozinho: Tambem entrei nessa faixa e me ferrei.

A assembleia foi hoje. Creio que amanha ja deva sair o resultado.
17/06/2015 às 18:12
- Esses fundos administrados pelo BTG Pactual...que coisa, é de deixar os cabelos em pé, é uma atrás da outra.
 
05/06/2015 às 11:41
2ª emissão no THRA
http://www.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=THRA&strData=2015-06-05T10:41:48.140

Basicamente emite 10 milhões ao preço de mercado. Preferência (a discutir) mais esforços restritos tipo tudo ou nada.
Ir p/ o Fim
05/06/2015 às 12:04
Uma diluição de uns 15%.
05/06/2015 às 12:33
Péssimo.

Não conseguiram alugar nada.
Acabando a RMG.
Emissão de novas cotas.
Diluição dos cotistas.

Emissão em um momento péssimo.
05/06/2015 às 13:34
Acho melhor emitir do que deixar ficar sem grana, não?
05/06/2015 às 13:42
Antes terem pedido menos nos aluguéis, mudarem a estratégia de marketing, algo do gênero.

Emitir cotas para sustentar despesas...
Emissão de cotas na minha opinião deve ter um objetivo de expansão, reforma, ou seja, investimento.
05/06/2015 às 22:18
Pelo menos não irão vender o imóvel.

Essa Administração não me agrada.
07/06/2015 às 13:52
E ai? Para os pequenos que compraram a R$100,00 a cota e agora estão com metade do capital, será que vale a pena subscrever pelo menos um pouco aos R$49.00 ofertados?
07/06/2015 às 20:12
Primeiro decide se quer aumentar ou pelo menos manter o investimento em THRA, @Ron68 . DEPOIS decide se vai participar da emissão.

Que novas cotas sobre o mesmo patrimônio causa diluição, esse caso não é como as emissões de expansão de patrimônio.

Mas se em decidindo aumentar ou manter posição percentual do ABL do fundo, daí participar da emissão.

Comprar cotas no secundário aumenta sua posição mas não beneficia o fundo. Na emissão sim.

E pelo jeito, tudo o que cotista não participar a CCP vai levar.
07/06/2015 às 20:44
Entendido @Andre.PC
Obrigado pelos comentários.
 
09/04/2015 às 09:44
Contato FII Cyrela Thera Corporate - Vacância
Bom dia,

Entrei em contato com o Administrador do fundo. Segue abaixo:

Pergunta - Mensagem enviada em 01/04/2015 - 00h21

"Senhores, Sou cotista do fundo FII Cyrela Thera Corporate. Li o Informativo Mensal de Fevereiro e consta que o imóvel está com 100 de vacância. Gostaria de saber quais providências que V. Sas. estão tomando em relação à situação citada acima. Gostaria de detalhes, se for possível. As dificuldades estão por falta de locatários ou o valor a ser cobrado de aluguel? Atenciosamente,"

Resposta - 08/04/2015 - 22h10

"Prezado cotista,

De fato os andares do fundo continuam vagos. O processo de comercialização continua intenso e está sendo conduzido pela consultora com forte abordagem de potenciais locatários. Houveram diversas reuniões presenciais, com apresentação do edifício, mas por mais que tenhamos algumas conversas avançadas, não podemos disponibilizar mais detalhes no momento por motivos estratégicos e para não prejudicar as negociações. Assim que tivermos uma posição mais firme, anunciaremos ao mercado.

Caso no término da renda mínima garantida o prédio continuará vago, o Administrador não descarta nenhuma possibilidade, entre elas venda parcial ou integral do imóvel, nova emissão de cotas para o recurso fazer frente as despesas, e outras. Porém, não foi tomada nenhuma decisão em relação a isso.

Atenciosamente,

BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM"

Ir p/ o Fim
09/04/2015 às 09:45
Não encontrei aba de RI aqui no quadro para postar.
09/04/2015 às 11:27
Boa pergunta. E resposta sem aquele jeitão de padrão, embora bem elaborada.

Responderam rápido?
09/04/2015 às 12:47
@André.PC

Responderam em uma semana. Mandei no dia 01/04 e responderam em 08/04.
09/04/2015 às 12:49
Acho que estou enxergando takeover...
09/04/2015 às 12:53
Preço abaixo do equador, abaixo da metade do inicial. Isso ou outra coisa?
09/04/2015 às 12:58
@André.PC

Não vou saber responder esse detalhe. rs
09/04/2015 às 15:41
Ah... :P
10/04/2015 às 03:38
Acho que estou enxergando takeover... [2]

E daqueles bem saborosos ao comprador.
03/06/2015 às 12:08
Se 5% dos cotistas se reunirem para convocar uma assembléia para substituição do consultor de investimentos e/ou aprovar um preço mais baixo para a locação ou venda dos imóveis, acho que o negócio andaria. O problema deste fundo é a CCP segurar o aluguel para não prejudicar as ações da Cia se o mercado souber que onde ela previa alugar a mais de R$ 100/m2 pode acabar alugando a R$ 50... Na situação atual do fundo, qualquer aluguel já seria positivo.

Mercado não está cheio de gente querendo comprar imóvel vago. Tem que considerar no preço que ainda pode demorar bastante para conseguir alugar esses andares.
 
14/04/2015 às 02:03
Atualizado
com balanço 2014 publicado na CVM.
 
11/03/2015 às 22:14
Como podemos nos manifestar !
Amigos desculpe qualquer erro pois e meu primeiro post !

Eu gostei muito do ativo ! e do preco comercializado hj por cota ! mas me pergunto podemos de alguma forma tentar influenciar a administradora a abaixar o preco do aluguel agora antes de acabar a RMG pois mesmo que fosse locado por 80,00 m2 daria bem mais de 1% sobre o preco de hj e nao seria ruim para quem comprou no lancamento.

Mesmo que a reducao fosse de parte da ABL pois assim nao correriamos o risco de ter que vender parte do ativo.
?????????
Ir p/ o Fim
12/03/2015 às 11:35
@Vini26

Pode-se fazer sugestões direto ao administrador, mas não passa disso, sugestão. Cotista não manda no fundo, menos ainda no administrador. Assembleia sim.

Daí a forma eficaz de fazer isso é juntar quorum para chamar a assembleia para por essa questão na mesa.
12/03/2015 às 11:39
12/03/2015 às 20:23
Em assembléia os cotistas podem demitir o administrador e chamar outro?
12/03/2015 às 22:08
Se isso estiver na pauta, sim.

Mas administrador não coloca isso em pauta voluntariamente (pelos motivos óbvios), nem FIIs costumam ter pauta aberta (para evitar outros rolos), de forma que é preciso então os cotistas convocarem a assembleia, podendo assim definir a pauta.
 
03/03/2015 às 11:05
LOCAÇÃO ...???
Pessoal alguém tem noticias de quando termina a RMG e se o fundo ja locou seus imóveis ...???
Ir p/ o Fim
03/03/2015 às 11:53
Meu filho, sua pergunta foi respondida ontem, leia a discussão abaixo
 
17/09/2014 às 17:07
Inquilinos
Há alguma informação sobre a negociação dos contratos de locação?
Ir p/ o Fim
17/09/2014 às 17:29
Zerado ainda de contratos firmados.
23/09/2014 às 10:18
Não é a toa que a cota está despencando...
23/09/2014 às 21:20
Pois é, mas se o valor patrimonial estiver correto/atualizado, THRA11B está sendo negociado a 0,6 do seu VPA. Compra a esse valor ou abaixo disso, é uma verdadeira barganha para um imóvel novo como esse. Votaria até em uma alienação dos andares e liquidação do Fundo nessa situação.
25/09/2014 às 16:48
Concordo!!!
30/11/2014 às 16:58
Pelo visto nenhuma novidade quanto a locação. Aproveitar que a RMG ainda tem um intervalo grande.
30/11/2014 às 19:12
A RMG é mais uns 7~8 meses, que já está contando o prazo de 12 meses após o habite-se.
30/11/2014 às 23:55
A mesma situação do CEOC11B
22/01/2015 às 11:52
virou o ano alguém sabe me dizer como anda? estou interessado nesse FII.
22/01/2015 às 13:00
Sem notícia ainda de locação.

É uma compra de vacância bem óbvia, mas é muito preferível que seja apenas uma posição num carteira bem diversificada.
01/03/2015 às 23:02
Alguma novidade sobre a vacância? A RMG acaba em junho agora?
02/03/2015 às 10:44
Sem novidade de locação nos relatórios, sem fato relevante publicado, então vacância 100%.

RMG acaba em Junho agora. Talvez page Julho ainda, depende um pouco de data de corte dentro do fundo.
 
18/06/2014 às 22:31
Queda do Thra11b
Alguem poderia dizer-me por que nesse fundo tiveram essas quedas?

O RMG tem mais 1 ano de existencia? Ja conseguiram o Habite-se?

Grato
Ir p/ o Fim
19/06/2014 às 18:58
Acho que olhando os relatórios mensais você descobre isso (RMG/Habite-se)
21/06/2014 às 15:20
Sim, evs, mas por que você não fala aqui mesmo? Pelo que sei, o fim da RMG será em setembro de 2015 e a vacância nesta região está meio alta. Mas não quer dizer que a coisa não possa mudar. O Yeld% está bom: 14% ao ano e aumentando devido ao preço descontado. Alguém sabe mais motivos?
21/06/2014 às 15:40
Outro dia escutei uma gravação do site do Bastter falando muito bem do fundo.
21/06/2014 às 18:13
@SAFI, a orientação é ler os relatórios do fundo. Senão o pessoal olha esse yield de 14% (que não significa nada, pois o fundo está em RMG), sai comprando e depois fica apavorado quando termina a RMG.
21/06/2014 às 18:36
rmg 12 meses após o habite-se...me preocupa o desconto sobre o valor patrimonial, hoje a cota/patrimônio = 59 %..uma pechincha ou tem a ver com as contas não aprovadas ? fii muito vendedor, não acham ?
22/07/2014 às 08:41
Nova queda! Poderá chegar a mínima histórica, 61,5?
12/09/2014 às 00:00
Pessoal, boa noite.

Estou estudando FIIs para entrar no futuro. Alguém pode me explicar o que é RMG?

Obrigado!
12/09/2014 às 10:20
Renda Minima Garantida.

Significa que o vendedor (ou parte do valor da oferta foi separado para isso) garante um rendimento mínimo para o fundo enquanto o imovel está em construção e por um periodo depois do habite-se (em tese para dar tempo de encontrar inquilinos e eles começarem a pagar).
 
01/07/2014 às 21:14
FATO RELEVATE
A BTG PACTUAL  SERVIÇOS  FINANCEIROS  S.A. DTVM,  com sede na Cidade do Rio de 
Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Praia de Botafogo, nº 501 – 5º andar parte, inscrita 
no  CNPJ/MF  sob  o  nº  59.281.253/0001-23  (“Administradora”),  na  qualidade  de 
administradora  do  FUNDO  DE  INVESTIMENTO  IMOBILIÁRIO  –  FII  CYRELA  THERA 
CORPORATE,  inscrito  no  CNPJ/MF  N.º  13.966.653/0001-71,  código  CVM  nº  201-1 
(“Fundo”), informa a seus cotistas e ao mercado que recebeu nesta data da vendedora e 
incorporadora do imóvel a cópia do auto de conclusão da obra (“Habite-se”) do Thera 
Corporate. A Administradora informa ainda que a Garantia de Rentabilidade será devida 
até  26/06/2015,  considerando  12  meses  contados  de  27/06/2014,  data  em  que  o 
Habite-se foi emitido. 

http://cvmweb.cvm.gov.br/SWB/Arquivos/BuscaArquivo.aspx
12

As informações desta seção foram cuidadosamente trazidas do site da BM&FBovespa, mas não nos responsabilizamos por nenhuma atitude tomada a partir delas. Erros podem acontecer e o conteúdo é direcionado ao aprendizado e troca de informações didáticas sobre os Fundos Imobiliários. Não indicamos compra ou venda de qualquer ativo de acordo com as informações contidas aqui.



Novidades para Hoje!

    Ferramentas

    O que você procura ?

    Últimos acessos

    Últimas dos Grupos

    Grupos em Destaque

    Ver todos  

    Últimas das Ações

    Ver todas

    Monitor de Mercado

    DJIA

    Siga o Bastter

    Siga o Bastter no Twitter Siga o Bastter no Facebook Siga o Bastter no Youtube

    Patrocinadores

    Bastter Blue

    Bastter Blue Grátis!

    Livros

    Poker

    Quer aprender mais ?

    Anterior
    Curso Análise Fundamentalista de Empresas - São Paulo
    Curso Investimentos em Fundos Imobiliários - São Paulo
    Proximo