Bastter.com -



Lançamento Coberto de Opções

Cobertura: Proteção. Possuir a mesma quantidade em ações das opções lançadas (vendidas). O risco da venda é coberto pela posse das ações.

Opção de Compra Coberta: Uma opção de compra (Call) vendida para criar uma posição vendida aberta, quando o vendedor possui a mesma quantidade de ações das opcções que foram vendidas.

O grande potencial de perda no lançamento de opções descobertas (venda descoberta de opções) está na obrigação de cobrir as opções no caso de exercício com a compra do papel a um valor superior do que será vendido a quem possuir a opção que o vendedor lancou. Ou então fechar posição recomprando as opções com grandes prejuízo se o ativo tiver subido de preço.

Tipicamente em uma operação de venda a descoberta que dê prejuízo, o lançador terá que comprar ações a preço de mercado e vender por um preço menor.

Imagine poder vender opções de compra sem este risco. Existe uma forma. Vendendo opções de ações que você possui, você estará coberto.

No caso de você ser exercido (ser obrigado a vender ações na quantidade de opções vendidas a preço estabelecido nas opções), você está preparado, pois já possui as ações.

Vantagens de operar coberto

Você recebe um prêmio para cada opção vendida, que significa dinheiro que é colocado na sua conta. Isto também é verdade para a venda descoberta, mas neste caso (coberta) o risco é bem menor. Você está preparado para o exercício a qualquer preço pois já possui a ação.

Logo não existe a obrigação de ter que tirar do bolso dinheiro novo para bancar prejuízo, como pode acontecer na venda descoberta.

O preço médio verdadeiro das suas ações é diminuído pelo valor recebido de prêmio. (ex: se você possui 1M de TNLP4 a PM de 35,00 e lança TNLPH38, recebendo de prêmio 2 reais por opção, significa que o PM do seu 1M de TNLP4 baixou para 33,00). Isso ocorre porque você realmente receberá dois mil reais pelo lancamento de 1M de TNLP4 a 2 reais.

Logo subtraindo dois mil reais do valor gasto para a compra das ações irá resultar em retirar dois reais do PM. Isso lhe dará maior flexibilidade, alguma proteção contra quedas, e mais versatilidade para vender opções com valor alto.

Vender opções cobertas lhé da a liberdade de aceitar quedas de preço moderadas, porque o prêmio recebido, reduz seu preço médio. Apenas possuir a ação, sem lançar opções significa que mesmo uma queda moderada é igual a uma perda.

Exemplo 1

Você possui 1K de TNLP4 que você comprou ano passado por R$50,00. O valor atual da ação é de R$54,00. Você pode vender esta ação com um lucro de 4 reais por ação (4 mil reais). Você ficaria satisfeito com este lucro. Mas existe uma outra alternativa:

Lança a serie de opcoes de 56 reais e recebe como prêmio 2,00 reais totalizando 2000 reais de premio. Assim que você lançar as opções o seu preço médio real nas ações cai para R$48,00 (preço original de R$50,00 menos 2 reais recebidos de prêmio).

Se o preço da ação permanecer entre R$48,00 e R$56,00 entre agora e a data de exercício, seu investimento será lucrativo. Em adição, as opções não serão exercidas nestas circunstâncias, já que o preço de exercício é de R$56,00.

Se o preço de mercado da ação cair, você poderá recomprar as opções que lançou com lucro e decidir se quer lançar outra série ou não.

Se o preço da ação subir acima dos 56,00 você poderá decidir se aceita ser exercido e vender suas ações com lucro (abrindo mão do lucro acima de 56,00) ou se zera a venda da opção pagando o prejuízo nela (apesar de estar tendo um lucro maior na ação).

Obs: não consideramos corretagens e outros custos de operação nestes cálculos.

Antes de decidir pela estratégia de lançar opções ou simplesmente possuir as ações compare as vantagens e desvantagens dos dois métodos. A única grande desvantagem do lançamento de opções é que o preço da ação estará trancado no valor em que a opção foi lançada, abrindo mão dos lucros acima daquele valor.

Aquele será o maior valor em que o lançador venderá a ação no caso desta subir de preço. Veremos mais tarde como evitar o exercício indesejado. Mas o lançador de opções deve sempre estar satisfeito em vender a ação pelo preço que lançou ou então é melhor não lançar.

Lembre-se que nas opções tipo americanas, que utilizamos, o exercício pode se dar a qualquer momento e não somente no dia marcado. Isto é raro de acontecer mas pode acontecer.

Tabela Comparativa de Estratégias: Resultados

 Lançamento Coberto de OpçõesPossuir somente as Ações
Preço da ação sobe acima do preço de exercícioOpção é exercida; lucros são limitados a prêmio recebido e o valor de exercício da opção.A Ação pode ser vendida com lucro. Se ocorrer grande aumento do preço da ação, o lucro será maior do que para quem lançou opções.
A ação premanece no ou abaixo do preço de exercícioO valor do tempo declina ; a opção pode ser recomprada com lucro ou expirar sem valor (micar)Nenhum lucro ou prejuizo sem vender a ação
Preço da ação abaixo do preço de exercícioO preço médio da ação diminui pelo lançamento de opções; a opção pode ser recomprada com lucro ou expirar sem valor (micar)Perda no valor da ação, em relação ao preço de compra
DividendosRecebidos enquanto possuir as ações, ainda que lance opções.Recebidos enquanto possuir as ações.

Trancar (ou Lock in): Congelar o preço da ação pelo lançamento de opçoes de compra. Enquanto a posição de lançamento de opções estiver aberta, o lançador estará trancado ao preço de exercício da opção lançada, independendte do valor atual da ação. No evento de exercício, a ação será entregue a este preço. Em outras palavras, este é o preço máximo que o lançador irá receber pelas ações, não importa o quanto o preço da ação suba, enquanto a posição estiver em aberto.

Riscos do Lançamento de Opções de Compra Cobertas

O vendedor de opções de compra descobertas se defronta com riscos de prejuízos enormes. Entretanto quando você vende opções de compra cobertas, seus riscos são profundamente diminuídos. Em muitas instâncias os riscos são virtualmente eliminados - porque o seu lucro na ação irá cobrir qualquer perda potencial nas opções.

Muitos investidores estão preocupados com o risco de deixar de ter lucros grandes no caso do preço da ação disparar. Em outras palavras, assim que você lança uma opção de compra, você assume o compromisso de perder o lucro no caso de um aumento significativo de valor da ação.

O risco aqui é ser obrigado a vender, ainda que com lucro, as ações por um preço menor do que o preço de mercado.

Estruturando corretamente uma estratégia de lançamento de opções, você pode aprender a aceitar o risco de perder lucros futuros, em troca da segurança. O lançamento de opções de compra cobertas é uma estratégia bastante consistente quando aplicada e manejada corretamente.

Evite no lançamento de opções de compra cobertas:

  • Lançar opções de compra de forma que se voce for exercido terá prejuizo nas ações. Isso é possível se você aceitar um preço de exercício que somado ao prêmio recebido, fique abaixo do seu preço médio. Por exemplo, você compra 1k de TNLP4 a 34,00 e mais tarde vende 1K de opçoes com preço de exercício de 30 reais e recebe um prêmio de 3 reais. O seu preço médio real caiu para 31,00 mas você está lançado a R$30,00. Se o preço da ação no exercício for acima de 30 reais, você terá prejuízo já que terá que vender por 30 reais uma ação cujo preço médio é de 31 reais. Neste caso, sem contar corretagens, terá um prejuizo de R$1.000,00. O mesmo exemplo com 10K de TNLP4 levaria a um prejuízo de R$10.000,00.
  • Se prender a posições que você não tem condições de fechar. Se você se envolver em um grande volume de lançamento de opções de compra cobertas, você pode, em determinado momento querer fechar sua posição recomprando as opções mas não ter dinheiro suficente para tomar vantagem da situação. Tenha certeza sempre que tem dinheiro em conta suficiente para manter sua flexibilidade.
  • Lançar opções das ações erradas. Não compre ações apenas para lançar opções. So lance opções de ações que deseja ter em sua carteira.

Calculando a Taxa de Retorno

Você poderá ter três possíveis fontes de lucro lançando opções cobertas:

  • Prêmios das Opções
  • Ganhos de capital nas ações (limitado pelo lançamento de opções)
  • Dividendos

Exemplo 2

Você comprou 1K de TNLP4 e pagou R$32,00. Muitos meses mais tarde a ação está cotada a R$38,00. Você lançou uma opção de compra com preço de exercício de R$36,00 e recebeu de prêmio R$1,00.

Já que o seu preço médio inicial é de R$32,00, se a opção dor exercida você vai ter que vender a ação a R$36,00 recebendo de ganho capital pela ação R$4,00 por cada ação o que dará R$4.000,00. Além disso você recebeu o prêmio da opção e isso representa um lucro adicional. Neste caso, você vendeu a opção por R$1,00 recebendo R$1.000,00. Se você for exercido, terá um lucro de R$5.000,00.

Vamos dizer que a ação no dia do exercício esteja a R$40,00. O seu lucro será R$5.000,00 do mesmo jeito. Se não tivesse lançado opções, poderia ter um lucro de R$8.000,00 vendendo a ação.

Este exemplo mostra como um lucro potencial pode ser perdido lançando opções, um fato que quem opera assim deve aprender a aceitar.

Simplesmente mantendo a ação, sem lançar opções teria dado um lucro de R$8.000,00 se você vendesse aquele preço (R$40,00). Lançadores de opções cobertas limitam seu potencial superior em troca de certeza de um lucro menor constante. Os lucros são seguros mas limitados.

Quais as chances da ação disparar para cima? Acontece as vezes, mas é ruim ter que depender disso para ter lucro. Se você lança opções e limita seus lucros, você realmente perdeu se a ação disparar? Investidores tem diferentes pontos de vista aqui.

Alguns acreditam que lucros futuros não recebidos são na verdade prejuízo; entretanto, quando alguém lança uma opção, sempre existirá a possibilidade de se perder lucros futuros. Pode se argumentar também que você tem prejuízo sempre que deixa de compra uma ação que depois sobe.

É melhor pensar da seguinte forma: Lucro só existe quando você coloca no bolso. Lançadores de opções podem consistentemente receber taxas decentes de retorno com sua estratégia, mas eles tem que aprender a conviver com a perda de oportunidade ocasional.

Lembre-se que, como um lançador de opções, você está atrás de lucros consistentes e constantes, e, em troca disso, você abre mão do grande lucro ocasional inesperado.

Aceitando a limtação relacionada ao lançamento de opções, você abre mão de ganhos potenciais enquanto você desconta seu preço médio na ação.

Isso lhé dará um certo grau de proteção contra quedas. Você continuará a receber dividendos. E, ainda que você perca a subida espetacular ocasional, você recebe taxas de retorno consistente e bem melhor que a média.

É correto assumir que a maoria dos lançadores de opções acabam tendo lucros maiores ao longo dos anos do que aqueles que buscam as subidas exepcionais e ocasionais das ações.

Desconto: Reduzir o preço médio real de uma ação pelo valor de prêmio recebido.

Um lançador de opções deve sempre identificar as zonas de lucro e prejuízo de acordo com o preço da ação subjacente no exercício. E deve também calcular a taxa de retorno de acordo com as diferentes situações.

As zonas de lucro e prejuízo do lançador de opções são determinados pela combinação de dois fatores: o valor de prêmio da opção e o valor da ação subjacente.

Se a ação cai abaixo do preço de igualdade (preço em que não há lucro nem prejuízo - o preço pago pela ação, menos o preço do prêmio recebido) então ocorrerá um prejuízo.

É claro que se você possui a ação, você decide quando vender, então este prejuízo só será verdadeiro se você vender a ação abaixo do preço de igualdade.

Ainda que você esteja em uma faixa de prejuízo, o fato de ter lançado opções irá diminuir este prejuízo. Você tem a possibilidade de deixar a opção vencer sem valor (micar) e esperar a ação subir de preço novamente.

Você deve ter um regra importante: Nunca lance uma opção a não ser que você fique completamente satisfeito no caso de ser exercido. Calcule seu retorno total antes de lancar a opção, e somente entre na transação quando você tiver certeza que mesmo sendo exercido, terá um lucro aceitável.

Retorno total: O retorno combinado incluindo o prêmio da opção, ganho capital com a ação e dividendos. O retorno total é calculado de forma diferente se a opção for ou não exercida. O retorno total inclui a apreciação da ação, prêmio da opção e dividendos.

Se a opção não é exercida (mica), uma taxa de retorno acontece. Se você compra a opção fechando a posição, uma taxa de retorno diferente ocorre. Se você for exercido, outra taxa de retorno também diferente ocorrerá.

Exemplo 3

Você possui 1K de TNLP4 compradas a R$41,00. O valor de mercado atual é de R$44,00 e você está considerando lançar uma opção de R$46,00. O prêmio é de 2 reais (receberá 2000 reais), é uma opção para daqui a dois meses. Entre agora e o dia de exercício você receberá R$400,00 em dividendos.

Se esta opção for exercida, a taxa de retorno consistirá de três elementos:

Apreciação da ação: R$5.000,00

Prêmio da opção: R$2.000,00

Dividendos: R$400,00

Retorno Total: R$7.400,00

Taxa Percentual de Retorno: 18%

Se a opção não for exercida e expirar sem valor (micar), o retorno total não vai incluir a apreciação da ação, já que você ainda a possuirá. (O lucro potencial que poderá haver pelo aumento do valor da ação, antes da venda é um lucro virtual, não realizado e não pode ser incluído na taxa de retorno). o retorno neste caso será:

Prêmio da opção: R$2.000,00

Dividendos: R$400,00

Retorno Total: R$2.400,00

Taxa Percentual de Retorno: 5,8%

Ainda que o percentual seja menor, no segundo exemplo, você ainda possui as ações. Depois do dia do exercício, você está livre para vendê-las ou lançar um nova opção ou então guardá-las e não fazer nada.

Usando o Timing Correto

Um lançador de opções novato pode ser surpreendido experimentando ser exercido logo de primeira. Isso pode ocorrer a qualquer tempo se a sua opção estiver dentro do dinheiro (in the money), ou seja abaixo do preço da ação. É mais provável de ocorrer perto ou no dia do exercício, mas você tem que estar preparado para entregar suas ações a qualquer momento. Este é o contrato envolvendo o lançador (vendedor) e o comprador.

Durante um exercício, a ação subjacente pode ir acima e abaixo do preço da opção diversas vezes. Especialmente se for uma ação de alta volatilidade. Se você está considerando lançar opções tenha os seguintes fatores em mente:

Quando o valor de exercício da opção é maior que o valor original da ação, o exercício não será com prejuízo, já que criará automaticamente um lucro duplo: da apreciação da ação e do prêmio recebido.

Se você lança uma opção com preço de exercício abaixo do seu custo original, tenha certeza que o prêmio recebido é maior que a perda que pode ocorrer com o exercício. (preço de exercício + pr6emio recebido > preço de compra da ação).

Quando for calcular a taxa de retorno, tenha certeza de incluir a corretagem, comissões, impostos, etc. Você pode estar montando um operação com o potencial de prejuízo sem saber devido a estes outros custos.

Para o benefício de um lucro constante e consistente, você está abrindo mão de ganhos maiores com a elevação expressiva do preço da ação.

Você não pode depender de aumentos repentinos do preço da ação e, como um lançador de opções, você reconhece que lucros consistentes e constantes são melhores do que um grande lucro ocasional.

A forma como você encara tais situações determina se o lançamento de opções é apropriado para você. Selecione opções, não esperando um grande movimento de preço da ação, mas em respeito ao movimento usual atual do papel.

Selecionar uma opção adequada depende do preço que você pagou pela ação (seu preço médio real), comparado ao preço atual. O prêmio das opções depende do preço de exercício, do preço da ação subjacente, do tempo para o exercício, da volatilidade da ação subjacente e de fatores como taxa de juros vigente no país, inflação, dividendos pagos, etc.

Na hora de escolher uma opção a ser lançada sempre é bom ter em mente os seguintes fatores:

  • O preço de compra da ação;
  • O valor do prêmio;
  • Quanto do prêmio é valor intrínseco e quanto é valor do tempo;
  • Distância entre o valor atual da ação e o preço de exercício da opção;
  • Tempo até a expiração (prazo para o exercício);
  • Retorno total se a opção for exercida comparado ao retorno total se a opção expirar sem valor;
  • Seus objetivos em possuir a ação, comprado com seus objetivos em lançar opções.
  • Como Evitar ser Exercido

    Assumindo que você lançou opções de uma ação comprada originalmente como um bom investimento, você pode querer evitar de ser exercido. primeiro, entretanto, lembre-se a regra principal: Nunca lance opções a não ser que você fique satisfeito com o lucro que terá se for exercido.

    Existem diversas maneiras de se evitar o exercício. Os exemplos a seguir são baseados em movimentos inesperados da ação para uma posição que te coloque em grande risco de ser exercido.

    Ainda que o exercício não seja de todo negativo, já que você terá lucro com ele, pode ser que você prefira não ser exercido, já que deseja manter a ação na sua carteira, especialmente porque o valor da ação agora é bem mais alto do que quando você lançou a opção.

    Exemplo 4

    Você lançou 1k de uma opção de TNLP4 de R$38,00 quando a TNLP4 estava custando R$34,00. O preço da TNLP4 agora é de R$40,00 e você deseja evitar o exercício e ainda ter vantagem com o aumento do preço da ação.

    O primeiro método de evitar o exercício é simplesmente cancelar o lançamento recomprando a opção. Isso faz com que você perca dinheiro na opção, já que vai comprar por um preço mais caro do que vendeu, mas será acompanhado por um aumento de preço da ação que você possui e continuará possuindo quando recomprar a opção.

    Você não estará mais trancado em R$38,00. Se o lançamento foi no início do exercício e agora estamos perto do fim do exercício, esta pode ser uma boa manobra, pois as opções terão perdido o valor do tempo e terão praticamente só valor intrínseco.

    Exemplo 5

    Você comprou 1K da TNLP4 a R$21,00 e lançou 1k da opção de R$24,00 recebendo um prêmio de R$2,00. Agora a ação está a R$26,00 e o prêmio da opção está em R$3,50. Se você recomprar a opção perderá R$1,50 na transação por opção (ou R$1.500,00).

    Mas evitando o exercício a R$24,00 você agora possui TNLP4 a R$26,00 e não está mais trancado em R$24,00. Pode compensar ter um prejuizo de R$1.500,00 para obter um lucro potencial de R$2.000,00 (R$26,00 - R$24,00 X1000).

    Uma coisa interessante no exemplo acima e ver que o lançamento de opções tem um pequeno potencial de defesa da queda. Como o seu preço médio era 21,00 com o prêmio de R$2,00 ele foi para R$19,00. Logo o papel podria cair até 19,00 sem que você entrasse na faixa de prejuízo.

    Como uma outra estratégia, você pode evitar o exercício, trocando uma opção por outra, e as vezes até receber um crédito por esta operação. Como o prêmio de uma opção é maior quando falta mais tempo para o exercício, você ganha se trocar com a ajuda do tempo. Isso impede o exercício e na maioria das vezes ainda da lucro. Esta estratégia e conhecida como rolar para frente (roll foward).

    Rolar para Frente: trocar uma opção lançada por outra com o mesmo preço de exercício mas com data de exercício mais tardia.

    Exemplo 6

    Você lançou 1K de opções da TNLP4 de preço de exercício de R$40,00. A TNLP4 está em R$42,00 e o dia do exercício está chegando. Logo você provavelmente será exercido. Você lançou as opções recebendo como prêmio R$2,00.

    No momento elas estão custando R$2,70. Mas a opção do próximo exercício já esta sendo negociada e a série com preço de exercício de R$40,00 tem prêmio de R$3,20.

    Logo você recompra a série que lançou por 2700 (2,70 X 1000) e imediatamente lança a serie R$40,00 do próximo exercício que está com prêmio de R$3,20 aferindo R$3.200.

    Assim você evitou de ser exercido e ainda recebeu um crédito pela troca de R$500,00 (R$3200,00 - R$2700,00).

    Na maior parte das vezes é mais interessante rolar para um nível acima, ganhando mais espaço de alta para a ação, por exemplo da opção da série atual de preço de exercício de 40 reais para a da série seguinte de preço de exercício de 42 reais.

    No exemplo acima, você continuará com a possibilidade de ser exercido a qualquer momento, mas raramente isso acontece fora do período próximo ao exercício. Além disso, ainda que você seja exercido, recebeu mais R$500,00. E ganhou também mais tempo.

    Até o outro exercício muita coisa pode acontecer e você pode ter a chance de recomprar as opções com lucro ou a ação pode cair, ou continuar subindo. Você pode ter que fazer um novo Roll Foward.

    O Roll Forward mantém, o mesmo preço de exercício. Esta idéia nem sempre é a melhor em todas as circusntâncias. Outra forma de rolar e o chamado rolar para baixo ou roll down.

    Rolar para baixo ou Roll Down: A reposição de uma opção lançada por outra que tem um preço de exercício menor.

    Exemplo 6

    Você comprou originalmente 1K de TNLP4 a R$31,00. mais tarde você lançou 1K de uma opção de exercício de R$34,00 recebendo um prêmio de R$2,00. A ação caiu e sua opção está agora com prêmio de R$1,00. Voce recompra a opção realizando um lucro de R$1.000 (R$2,00 - R$1,00 X 100) e imediatamente lança a opçao de exercício de R$32,00 recebendo de prêmio R$2,00 (R$2.000,00).

    Neste caso, do seu preço médio inicial de R$31,00 voce vai abater os R$1,00 lucrados na primeira operação e os R$2,00 ganhos de prêmio na segunda operação. Neste momento você terá preço médio real de R$28,00 (R$31,00 - R$1,00 - R$2,00). É óbvio que quando você gasta dinheiro na recompra ou tem prejuízo deve elevar seu preço médio.

    Outra estratégia é o rolar para cima ou Roll Up: consiste na substituição de uma opção lançada por outra de preço de exercício mais alto.

    Exemplo 7

    Você comprou 1K de TNLP4 a R$31,00 e mais tarde lançou opções de preço de exercício de R$34,00. A ação agora está custando R$36,00. Você recompra a primeira opção, assumindo um prejuízo, e recupera parte do prejuízo lançando uma opção de preço de exercício mais alto.

    Para esta técnica ter um custo menor ou não ter custo, normalmente será necessário combinar o Roll Up com o Roll Foward (rolar para cima e para frente), pois para o mesmo exercício a opção de preço mais alto provavelmente não terá prêmio suficiente para abater o prejuízo da recompra.

    Ainda que a ação continue subindo, utilizando a combinação do Roll Foward com o Roll Up ou apenas o Roll Up você poderá ir mantendo suas ações e ainda receber um crédito a cada troca de posição. Até que um dia a ação volte a cair e lhe de chance de sair da posição se assim desejar.

    Voltar

    Ainda em Aprenda a Operar Opções:

Pesquisa Rápida

Seja amigo da Bastter.com e tenha acesso total ao Site

Novidades para Hoje!

     

    Cotação

    Código:  

    O que você procura ?

    Últimos acessos

    Últimos Balanços

    Próximos Balanços

    Top 10 Bastter Rating

    Rating elaborado com base nos votos dos usuários. Veja as empresas viáveis para estudos.

    Últimas dos Grupos

    Grupos em Destaque

    Ver todos  

    Últimas das Ações

    Ver todas

    Monitor de Mercado

    Siga o Bastter

    Siga o Bastter no Twitter Siga o Bastter no Facebook Siga o Bastter no Youtube

    Patrocinadores

    Rico

    Bastter Blue Grátis!

    Livros grátis para quem assina









    Parceiros

    Quer aprender mais ?

    Anterior
    Proximo
    Mauricio Coutinho Hissa
    Certificado Nacional do Profissional de Investimentos (CNPI)
    Analista Fundamentalista - Certificado n 1716

    Bastter.com 2001 ©Todos os Direitos Reservados
    Todo o conteúdo deste site é propriedade da Bastter.com, sendo expressamente proibido o seu uso em sites, videos, cursos ou qualquer outro meio de comunicação meio sem autorização expressa do proprietário.